DevocioNOW: Acusadores

Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”.
Inclinou-se novamente e continuou escrevendo no chão.
Os que o ouviram foram saindo, um de cada vez, começando com os mais velhos. Jesus ficou só, com a mulher em pé diante dele. (João 8: 7-9)

Essa é a passagem clássica, tão encenada, discutida e até ridicularizada pelo mundo sobre a mulher que os fariseus levaram a Jesus para ser apedrejada. Esses homens queriam desafiar a sabedoria de Cristo e o texto acima é a a resposta de Jesus.

Nós todos, como humanos falhos e maltrapilhos espirituais temos a tendência ao farisaísmo. Nós cristãos principalmente. Significa que temos essa “virtude” de achar que somos melhores que os outros, de que temos direito de apontar para os outros, de julgar os outros, como se nossas vidas fossem perfeitas e limpas, de que estamos por cima.

Na passagem da mulher, seu pecado era o adultério. Jesus não diz que aquele que nunca adulterou atire a pedra. Ele diz: aquele que nunca PECOU. Não importa em quê.

Cast-the-first-stone

Não conseguimos olhar para nós mesmos e para os nossos pecados antes de olharmos para nossos próximos com ar de superioridade. Mais do que isso, julgar os pecados dos outros nos faz esquecer de que somos pecadores! Como Cristo ensina em Mateus 7:1-5: olhamos para o cisco no olho do próximo e não vemos a trave em nossos olhos. Primeiro precisamos tirar a trave dos nosso olhos para enxergar qualquer coisa. Também em Lucas 13:2 e 3, ao falar sobre os galileus, Cristo diz que somos todos igualmente pecadores e que igualmente padecemos.

No original em inglês (ou seja, a primeira versão em inglês traduzida diretamente do aramaico) o texto sobre o apedrejamento diz que “aqueles que ouviram, sendo convencidos cada um por sua própria consciência, foram saindo…”. 

Se olharmos para dentro de nós, nossas próprias consciências vão nos dizer para ficarmos quietinhos. Podemos aproveitar para orar pelos nossos pecados e pelos do próximo. A boa notícia é que todos estamos perdoados pela obra de Cristo!!

É bem verdade que Paulo, em diversas passagens ensina a “exortar” o irmão (exemplo Tito 2:15, hebreus 10:25 [considerando que Paulo é autor de Hebreu!]. Mas há que se entender que todas essas passagens estão em um contexto de liderança e discipulado, e que essa exortação deve ser feita com amor e sabedoria. Em algumas versões ela é traduzida como encorajamento. Não podemos tirar essas passagens do contexto e usá-las de pretexto para julgar os irmãos!

Cuidado para não se tornar um acusador. Já existe alguém com essa função, e se você se esqueceu, ele já está derrotado!

Deus abençoe a todos!!

Share

Guime

Guime é um cara simples. Advogado de formação, concurseiro de profissão, parceiro no PK por opção e servo de Deus por vocação

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>